Esta ação foi assertiva ou acertada?

Existe diferença?

 

Ao contrário do que muitos pensam, assertivo e acertado são vocábulos de significados díspares, mas passíveis de inter-relação. O estudo da origem das palavras (etimologia) nos ajuda a esclarecer algumas particularidades conceituais 1:

1. Assertivo. O termo assertivo vem de asserto e este do idioma Latim, assertum, “proposição afirmativa, asserção, afirmação”. Surgiu no Século XVI.

2. Acerto. A palavra acerto vem de certo, e esta do idioma Latim, certus, “resolvido, decidido, correto”. Apareceu no Século XIII.

Conhecer as aplicações e implicações destes conceitos pode auxiliar na calibragem cosmoética das manifestações pessoais, favorecendo ajustes lúcidos de variadas condutas cotidianas.

 

Assertividade

 

A assertividade possui diferentes abordagens e perspectivas de aplicação. Algumas definições na área das ciências humanas são destacadas a seguir, em ordem alfabética:

1. Autoafirmação. Assertividade é a capacidade de autoafirmar os próprios direitos, sem se deixar manipular e sem manipular os demais 2. 

2. Defesa. “Agir assertivamente significa defender-se em situação de injustiça ou, no mínimo, buscar restabelecer uma norma que, quando rompida, causa algum tipo de prejuízo à pessoa ou a seu grupo” 3. 

3. Expressão. Habilidade multivariada manifesta em situações de interação interpessoal, caracterizada por comportamentos que revelam a capacidade de discordar de outrem (dizer não), autoafirmar-se, pedir e fazer exigências sem constrangimentos, e expressar livremente qualquer sentimento, seja positivo ou negativo 4. 

Pelo paradigma consciencial, a concepção da assertividade adquire novos contornos, emergindo o conceito conjugado da assertividade cosmoética. Nesta vertente, é contemplado o dever interassistencial acima da defesa do direito individual de se autoafirmar. “Todos os atos cosmoéticos das consciências são altruístas em sua essência” 5.

 

A vivência da assertividade apenas pela moral humana pode não incluir a abnegação sadia e racional presente na consciência cosmoética, a qual esforça-se por aplicar na prática os preceitos avançados da moral cósmica, universal e multidimensional, considerando com detalhismo a abrangência dos efeitos dos próprios atos.

 

Deste modo, sob a ótica da Comunicologia, a assertividade cosmoética pode ser definida pela habilidade consciencial de expressar os pensamentos, sentimentos e energias (pensenes) de maneira clara e afirmativa, com lisura de posturas, ações e procedimentos interassistenciais 6.

A Assertivologia é a ciência que estuda os atos ou efeitos das condutas assertivas cosmoéticas, envolvendo variegadas posturas íntimas de elevado nível de autodiscernimento, por exemplo: confiança, convicção, decisão, determinação, firmeza, retidão, segurança e objetividade. O intuito da Assertivologia é buscar sempre a Acertologia 7. 

 

Acerto

 

A Acertologia é a ciência aplicada ao estudo do ato ou efeito de acertar. Pode ser compreendida pela correção, exatidão ou precisão de condutas em detrimento de omissões deficitárias, enganos, equívocos, cincadas, falhas ou erros propriamente ditos.

O exercício constante da autocrítica, caracterizada pela autoapreciação cosmoética, ajustada, lúcida, correta e precisa de si mesmo, faculta à consciência interessada a identificação de manifestações desviantes componentes da tríade da erronia, identificáveis por meio de três atos parapatológicos, em escala ascendente de disfuncionalidade 8:

1. Omissão deficitária. Manifestação consciencial faltosa, lacunada, descuidada quanto às demandas existenciais, ocasionando perda de oportunidades evolutivas.

2. Engano. Ato equivocado, irregular, tolo, deslocado ou extemporâneo devido a juízo falso, com repercussões conscienciais desequilibradoras.

3. Erro. Atitude incorreta, distorcida, regressiva, a qual, se mantida de modo renitente, contumaz e recalcitrante, consolida a autocorrupção, abrindo caminho para a melancolia intrafísica (melin).

O princípio cosmoético que rege as condutas pautadas na Acertologia é a autocorreção imediata a partir da constatação de omissão, engano ou erro, que podem interatuar de modo isolado ou conjunto. Para tanto, é necessária análise autocrítica desdramatizada das necessidades de ajustes íntimos, inerentes à evolução de qualquer consciência.

Demonstra inteligência evolutiva quem busca ao máximo as ações corretas, mediante a ampliação da capacidade de discernir entre o lógico e o ilógico, o ideal e o medíocre, e entre o sadio e o patológico nas tomadas de decisões. Esta postura atilada permite a entrada e manutenção da consciência no megafoco evolutivo. Acertar é humano.

A paraterapêutica do acerto caracteriza-se, portanto, pela primazia da retidão moral, da linearidade cosmoética na emissão de pensamentos, sentimentos e energias (pensenes), ou seja, da vivência progressiva de autocorreções inevitáveis à evolução de todos os seres. “Os acertos evolutivos mexem na pensenosfera pessoal e influem na holosfera geral, ou seja, no Cosmos” 7.

 

Autora: Flávia Aouar Cerqueira, consciencioterapeuta e voluntária da Organização Internacional de Consciencioterapia (OIC).

Saiba mais sobre o assunto:

Tertúlia Conscienciológica: Autocorreção

Artigo: Estudo Conscienciométrico da Assertividade Cosmoética

Referências Bibliográficas:

2. Castanyer, Olga; A Assertividade: Expressão de uma Auto-estima Saudável (La asertividad, expresión de uma sana autoestima); trad. Ana Corrêa da Silva; 170 p.; 7 caps.; 26 refs.; 3ª. ed.; 14 x 21,5 cm; br.; Tenacitas; Coimbra; Portugal; 2002, página 25.

 

6. Cerqueira, Flávia; Assertividade Cosmoética; Artigo; 16 p.; Conscientia; Revista; Vol. 9; N. 4; 23 enus.; 1 esquema; 12 refs.; Associação Internacional do Centro dos Altos Estudos da Conscienciologia (CEAEC); Foz do Iguaçu, PR; Outubro-Dezembro, 2005; páginas 354 a 369.

 

1. Cunha, Antônio Geraldo da; Dicionário Etimológico Nova Fronteira da Língua Portuguesa; XXX + 839 p.; 229 abrevs.; 600 siglas; 2a. ed. rev. e ampl., 15a. impr.; 23 x 16 x 5 cm; Nova Fronteira; Rio de Janeiro, RJ; 1986, páginas 76 e 174.

 

4. Gouveia, Valdiney Veloso; et al.; Versão Brasileira da Escala de Assertividade Rathus: Teste da Validade de Constructo e Elaboração de Normas Diagnósticas; Universidade Federal da Paraíba; S. D.; página 163.

 

3. Prette, Almir Del; & Prette, Zilda A. P. Del; Assertividade, Sistema de Crenças e Identidade Social; Psicologia em Revista; Vol. 9; N. 13; Junho, 2003; página 131.

 

5. Vieira, Waldo; 700 Experimentos da Conscienciologia; 1.058 p.; 700 caps.; 147 abrevs.; 600 enus.; 8 índices; 2 tabs.; 300 testes; glos. 280 termos; 5.116 refs.; alf.; geo.; ono.; 28,5 x 21,5 x 7 cm; enc.; Instituto Internacional de Projeciologia; Rio de Janeiro, RJ; 1994; página 635.

 

7. Idem; Dicionário de Argumentos da Conscienciologia; revisores Equipe de Revisores do Holociclo; 1.572 p.; 1 blog; 21 E-mails; 551 enus.; 1 esquema da evolução consciencial; 18 fotos; glos. 650 termos; 19 websites; alf.; 28,5 x 21,5 x 7 cm; enc.; Associação Internacional Editares; Foz do Iguaçu, PR; 2014; páginas 80, 222 e 223.

 

8. Idem; Tríade da Erronia; verbete; In: Vieira, Waldo; Org.; Enciclopédia da Conscienciologia; apres. Coordenação da ENCYCLOSSAPIENS; revisores Equipe de Revi­so­res da ENCYCLOSSAPIENS; 27 Vols.; CLXXIV+23.004 p.; 1.112 citações; 11 crono­lo­gias; 33 E-mails; 206.055 enus.; 602 especialidades; 1 foto; glos. 4.580 termos (verbetes); 701 mi­cro­bio­grafias; 274 tabs.; 702 verbetógrafos; 28 websites; 670 filmes; 13.896 refs.; 54 videografias; 1.087 webgrafias; 9ª Ed. Digital; rev. e aum.; Associação Internacional de Enciclopediologia Cons­cienciológica (ENCYCLOS­SA­PIENS); & Associação Internacional Editares; Foz do Igua­çu, PR; 2018; ISBN 978-85-8477-120-2; páginas 22.306 a 22.308; disponível em: <http://encyclossapiens.space/nona/ECDigital9.pdf>; acesso em: 03.06.20; 06h19.

Foz do Iguaçu / PR (sede)

Av. Felipe Wandscheer, 6945 | Bairro: Cognópolis | CEP: 85856-850

aco@oic.org.br | (45) 99921.6664

agendamento@oic.org.br | (45) 99921.6566

São Paulo / SP (unidade)

R. Estela, 515, conj. 92H | Cond. Ibirapuera Central Park

Bairro: Vila Mariana | CEP: 04011-904

saopaulo@oic.org.br

agendamentosp@oic.org.br | (11) 97521.3158

Rio de Janeiro / RJ (unidade)

R. Marquês de Abrantes, 170, sl. 404 | Ed. Nexus Offices

Bairro: Flamengo | CEP: 22230-061

riodejaneiro@oic.org.br | (21) 97110.8531

agendamentorj@oic.org.br | (21) 99844.0505

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey YouTube Icon

Cadastre-se e receba nossas informações:

Organização Internacional de Consciencioterapia

CNPJ: 05.893.994.0001-36

Porto Alegre / RS (cidade atendida)